Lugar da delicadeza com o outro e com a própria Liberdade.

Onde se está de acordo com o único modo do humano de ser feliz

Thursday, March 08, 2007

A cigarra quando está pronta para fecundar estala e rompe a casca seca. Sai do envólocro. Quebra dilacerando em estampido craquelado, ela racha. Fragmenta...

"Muitas espécies de cigarra têm períodos diferentes de amadurecimento, com ciclos vitais de duração variada, enquanto as larvas ficam sob a terra. Mas sete espécies do gênero Magicicada têm uma característica adicional: elas são sincronizadas, ou seja, saem do chão todas ao mesmo tempo, para cerca de duas semanas de canto ensurdecedor, acasalamento e postura de ovos".



Esta é uma cigarra em processo de ecdise. Depois de prontas assim, as fêmeas põem seus ovos e, logo depois, morrem. Os ovos eclodem. Os insetos jovens, ou as “ninfas”, caem no chão abrigando - se nas brechas da terra. A vida de uma ninfa em forma de semente dura de quatro a dezessete anos. Depende da espécie. Ficam desse modo "para sempre" se alimentando da seiva de raízes.

Depois desse período, elas cavam túneis, sobem nas árvores e sofrem uma metamorfose, chama - se "ecdise". Começa a fase adulta. Estão as fêmeas "pós - ecdise" prontas para o acasalamento. São escolha dos pares os meses quentes do ano. No Brasil, se dão na Primavera. Tempo de zumbir.

"Entre Setembro e Novembro ocorre o acasalamento sincronizado de várias espécies de 17 anos, dando origem a um fenômeno sonoro interessante".


O nome "cigarra" remete em meio científico ao grupo conhecido como"insetos homópteros". Sobrenome de família: Cicadídeos. São notáveis. E conhecidos porque gostam de cantar. São os machos da espécie que cantam. Cada espécie de um modo diferente. Sempre no período quente do ano.


Os machos tem uma espécie de aparelho estridulatório. O recurso de organismo fica na região lateral (lombar) do abdômem. De lá é emitido por cada espécie som característico. Eles cantam para atrair a fêmea.

As cigarras são reconhecidas pelo tamanho grande. Variam de 15 a 65 milímetros. Possuem um "bico" comprido para comer da seiva das árvores e plantas onde vivem. Bico com a força de uma goela. No Brasil, a maioria das espécies se desenvolve quase que por completo aos 17 anos.

Algumas das "espécies-família!": Quesada gigas, Fidicina pullata, F. mannifera, F. drewseni e Carineta Fasciculata. As cigarras adultas vivem por um mês ou mais. Mais ? mais tarde...

1 comment:

C.C.F. said...

Milady,
Gosto dessa história de "aparelho estridulatório" usado para atrair as fêmeas, embora se diga que fazer barulho demais pode mesmo é espantá-las. Mas os machos de cigarra devem cantar melhor que os da nossa espécie.
Bom, o fato é que são "ninfas" por quase 17 anos e "adultas" por apenas alguns meses. Um ciclo diferente do humano. Interessante pela "infância" que dura.
Bonita história.
Beijos